DESTAQUES DA 13ª TERTÚLIA: SER FELIZ É SER MAIS PRODUTIVO?

DESTAQUES DA 13ª TERTÚLIA: SER FELIZ É SER MAIS PRODUTIVO?

13ª TERTÚLIA

Tendo sido considerada, pela revista Exame, uma das 100 empresas mais felizes do país, a Samsys organizou a 13ª tertúlia, na passada quinta-feira, em Lisboa. O tema debatido foi “Ser feliz é ser mais produtivo?”, e teve como objetivo inspirar a adotar boas práticas nas empresas.

As tertúlias foram criadas com o intuito de debater temas pertinentes para a realidade das empresas e que muitas vezes são desvalorizados. Acreditamos que, desta forma, potenciamos a rentabilidade das empresas.

Hoje apresentamos-lhe um resumo dos destaques sobre a 13ª Tertúlia Samsys e dos pontos altos do dia.

Frases-chave a reter sobre Felicidade Organizacional:

  • “Há muitas empresas que acham que team building é suficiente para manter a equipa coesa“. – Tiago Freire
  • “Boas relações, estabilidade, crescer, evoluir, orgulho no que faço, dinheiro. Estes são os principais focos do colaborador” – Cristina Fonseca
  • “Por vezes as empresas não têm uma missão e uma visão, isso afeta nos valores das pessoas. Tenho de ter um mapa, um propósito e valores que sustentem a felicidade.” – Pedro Pires
  • “As pessoas são mais exigentes umas das outras quando existe uma maior ligação. É isto que proporciona confiança”. – Pedro Pires
  • “Tudo se baseia na transparência e na confiança“. – Cristina Fonseca
  • “Quando comecei a gerir equipas queria que gostassem de mim, mas não se pode dar a todos o que querem ou merecem. ” – Tiago Freire
  • “Existe a necessidade de criar espaços de feedback“. – Pedro Pires
  • “Acho que vamos voltar à humanização“. -Pedro Pires
  • “Há 10-15 anos, as pessoas pensavam que era tempo perdido, as pessoas achavam que as empresas investiam para fingir que faziam alguma coisa. Atualmente houve mudança geracional na gestão. – Tiago Freire
  • “Sentimos que muitas empresas não sabem o que fazer concretamente”. – Pedro Pires
  • Vamos voltar a ser todos hippies. Amor e paz pode ser piroso, mas faz falta. – Pedro Pires
  • “Começar pelo sonho é sempre uma boa estratégia. Depois há que dar substância e alimentar relações com significado para evoluir”. Pedro Pires
  • “A felicidade é como a liderança. Não chega ser líder porque se tem um cartão a dizer CEO, é uma prática recorrente em que todos os momentos contam“. Pedro Pires

Reveja o perfil dos oradores aqui.

oradores 13ª Tertúlia Samsys

Debate de ideias

Antes de começar o debate de ideias, por parte dos oradores, os participantes responderam com uma palavra à seguinte questão: “O que o deixa realmente feliz no trabalho?”.

Partilhamos consigo alguns dos resultados: propósito, entusiasmo, equipa de excelência, pessoas, partilha, respeito, trabalho, conversa, ambiente, cooperação, compromisso, realização, aprendizagem, relações interpessoais.

Conceito de felicidade 

Felicidade não é uma área estanque, não é uma área fechada em que temos o conhecimento absoluto. No que diz respeito à felicidade, ao desenvolvimento pessoal e às nossas procuras, devemos procurar aprender, investigar, ler cada vez mais e não aceitar nada como verdade absoluta.

Os principais fatores que contribuem para a felicidade são as relações humanas, são as relações positivas que temos.

Parece que para sermos felizes temos que saber tudo e ter tudo destinado, temos que ter planos de 5 ou 10 anos, mas não, não temos. Temos de ter a felicidade para sobreviver até amanhã e não causar danos, dizer “este oxigénio todo que estive aqui a consumir à humanidade teve um retorno bom”.

Nível de produtividade de pessoas felizes

Curiosamente, em Portugal a nossa iniciativa “Happiness Works”, que é o único estudo que temos, diz-nos que sim que, sem dúvida nenhuma, as pessoas felizes são mais produtivas. É importante discutirmos e centrarmo-nos no quanto a produtividade é um extra.

Iniciativas sobre felicidade organizacional

«Tiago, a Revista EXAME é responsável por iniciativas como “Empresas Felizes”, “Melhores Empresas para Trabalhar em Portugal”, entre outras, que destacam o ambiente de trabalho, o reconhecimento, o desenvolvimento da carreira e o nível de felicidade nas organizações em Portugal. Quais as vossas motivações para a criação destas iniciativas?»

Isto para nós também é serviço público, porque nós temos um ranking, naturalmente, mas o mais importante não é o ranking. Não é dizer, esta é a melhor! O mais importante é que as empresas que participam são empresas que participam, porque investiram culturalmente dentro das suas empresas para ter boas práticas.

Quais foram as iniciativas de Team Building que surtiram melhor resultado?

Uma boa forma de nós criarmos uma excelente iniciativa no sentido da felicidade é visualizarmos a felicidade, cada um de nós à sua maneira. Para uns vai ser fazer a caminhada à beira mar, para outros é aquele passeio na natureza, outros fazer desporto.

Eu penso que houve um excesso de “team building“. Era moda e todos o faziam, mesmo que não fizesse sentido nenhum. O team building pode ajudar em momentos em que as equipas não se conhecem bem.

Balanço da 13ª Tertúlia

13 tertúlia

No fim do evento quisemos saber o que as pessoas acharam desta iniciativa. Pode ler alguns testemunhos recolhidos abaixo:

“A felicidade traz muitas outras coisas para além da produtividade. Traz pertença, valores e a vontade de as pessoas contribuírem para o bem comum. Uma empresa é como qualquer sociedade, como uma família e o importante é ter valores comuns.”

Tiago Freire, Diretor da Revista Exame (Orador)

 

“Temos de voltar ao passado e simplificar, desconstruir estas questões e aplicá-las, no dia à dia, de forma consistente.”

Pedro Rebelo, Wise Talent Partners (Participante)

 

“Vimos aqui muitas ideias, muitas partilhas que acrescentam também valor à sociedade em que nós vivemos. Não são as chamadas ações de Team Building, que às vezes são feitas uma vez por ano ou de meio em meio ano, que vão ter um impacto profundo e duradouro nas nossas equipas. O que verdadeiramente impacta as nossas equipas são as ações diárias. É a forma de lidar com as pessoas. É o sentido de propósito e de missão. Que as pessoas se sintam valorizadas naquilo que fazem e que sintam que estão a dar um contributo para a melhoria da organização e da sociedade da qual fazem parte. Essa é a essência que faz a grande diferença! ”

Samuel Soares, Diretor Geral da Samsys (Entidade Organizadora)

 

Já se sente mais inspirado para trabalhar numa empresa feliz?

Se necessitar de ajuda de uma ferramenta que o mantém atualizado sobre tudo o que se passa na sua empresa, informe-se connosco! Trata-se do Módulo Colaborador Web, um Módulo aplicável no seu PHC, em qualquer dispositivo.

Módulo Colaborador WEB

Caso queira saber mais sobre esta solução ou sugerir novos temas para futuras Tertúlias, entre em contacto connosco através do seguinte formulário.

  • 999 999 999